Histórico

Secea foi criado em 1949
O início do Sindjornal

O Sindicato dos Jornalistas de alagoas foi criado em 29 de agosto de 1949, a partir de reuniões de um grupo de profissionais que se encontravam no Sindicato dos Trabalhadores, no parque Rio Branco no Centro de Maceió para discutir o dia-a-dia das redações.

A entidade surgiu, primeiramente como associação que, na ocasião, não tinha poder de mobilizar a categoria, na época composta por poucos profissionais. A maioria não tinha carteira assinada, nem salário fixo: apenas desfrutava da profissão para momentos de lazer e acesso a privilégios como passagens aéreas, cinemas e até abatimento no imposto de renda.

Os primeiros a organizarem o sindicato foram os jornalistas Carivaldo Brandão, Zacarias Santana, Cavalcante Barros e Aldo Ivo. Somente com a reforma trabalhista do governo Getúlio Vargas é que o sindicato começou a ser constituído legalmente. A partir daí, além de Carivaldo Brandão, o Sindicato dos Jornalistas foi presidido por José Otávio da Rocha e por José Aldo Ivo, nas décadas de 60 e 70.

 

Espírito de luta, criação do curso de Jornalismo e a primeira greve

Entretanto, o espírito de luta sindical só teve início na época da ditadura militar, a partir do momento em que João Vicente de Freitas Neto tomou posse como presidente da entidade. A categoria passou a se organizar a partir da realização do Congresso Nacional dos Jornalistas de 1978, realizado em Maceió, quando se deliberou, inclusive, a proposta de criação do curso de graduação de nível superior em Jornalismo na Universidade Federal de Alagoas, idéia abraçada ainda na gestão anterior, de José Aldo Ivo.

Em 1979, os jornalistas, sob o comando de Freitas Neto, deflagraram a primeira greve geral, depois da abertura política do regime militar que proporcionou a anistia de vários políticos, sindicalistas e artistas que foram exilados em países da América Latina e Europa.

Deixe uma resposta